Cabeça de assassino em Universidade portuguesa é notícia lá fora

Numa das salas da faculdade de medicina de Lisboa está uma cabeça de um assassino considerado um dos primeiros “serial killers” portugueses, e o último homem a ser enforcado em Portugal. Nascido em Galiza em 1810, e apanhado no ato do crime e enforcado em 1840, viajou para Lisboa quando ainda era jovem. Ficou conhecido como o “Serial-Killer” do aqueduto das águas-livres, pois era aí que assassinava as suas vítimas.

A explicação porque conservaram a cabeça deste assassino foi para estudarem a personalidade, contudo isso não chegou a acontecer.

Os comentários estão fechados

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!