Cientistas criam exoesqueleto robótico que evita quedas de idosos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Um grupo de cientistas apresentaram na quinta-feira passada (dia 11/05/17) um “esqueleto externo” robótico que é capaz de detetar quando uma pessoa se desequilibra e corrige o seu movimento prevenindo assim uma queda que poderá ser fatal.

Este projeto foi projetado para evitar quedas em idosos. Inclui sensores que podem detetar em tempo real quando um membro faz um movimento não-natural que sugere uma queda, e motores leves que exercem uma força instantânea em abas as pernas para que o equilíbrio seja restaurado, adianta assim a Globo.

São “máquinas vestíveis” que melhoram o movimento e resistência, e isto já não é só ficção cientifica, disseram os criadores. De acordo com a OMS, as quedas são a segunda causa de morte por lesões acidentais ou não intencionais em todo o Mundo.

Todos os anos morrem mais de 400 000 idosos devido a quedas, a maioria tem mais de 65 anos. E este número corre o risco de aumentar conforme a população envelhece.

O dispositivo já tem nome, Active Pelvis Orthosis ou APO, pode ajudar também pessoas com deficiência e amputadas, disseram os criadores, da Universidade Italiana Scuola Sant’Anna e da escola politécnica Suíça (EPFL).

Este protótipo de exoesqueleto é correntemente testado no Centro de Reabilitação Fondazione Don Carlo Gnocchi em Florença, na Itália.

O “exoesqueleto” é usado da cintura para baixo, explicaram seus criadores, “e é muito diferente do material blindado que se vê nos filmes de ficção científica de hoje”.

Fonte/ Origem da informação: Globo

Fotografia: Globo

Um vídeo que explica a invenção pode ser visto neste link.

Os comentários estão fechados

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!