Portugal aumenta dívida em cerca de 16 mil milhões até ao final do ano

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Segundo a IGCP, “o montante das necessidades de financiamento líquidas do Estado no ano de 2017 deverá situar-se em cerca de 12,4 mil milhões de euros. Este valor inclui 2,7 mil milhões de fundos associados à recapitalização da CGD, que já se encontram financiados”

Em relação ao financiamento líquido consequente da emissão de Bilhetes de Tesouro, “este resultará num impacto nulo”, significando que o montante a emitir será equivalente às amortizações.

Dívida líquida de depósitos, segundo o Banco de Portugal:
2014 = 208.195 mM€
2015 = 218.333 mM€ (+ 10.138 mM€)
2016 = 223.722 mM€ (+ 5.389 mM€, metade (!) de 2015) -> até Novembro

Depósitos das Administrações Públicas, segundo o Banco de Portugal:
2014 = 17.572 mM€
2015 = 13.251 mM€ -> tudo para simular a “descida” da dívida (bruta) de 130.6% para 129.0% do PIB…
2016 = 18.078 mM€ -> boa parte do endividamento de 2016 foi para recuperar o desperdício de depósitos em 2015

Necessidades de financiamento, segundo o IGCP:
2015 = 29.0 mM€ -> incluir empréstimos ao Fundo de Resolução (o tal de custo “zero” para o contribuinte)
2016 = 23.1 mM€ -> já incluindo os 2.7 mM€ para recapitalizar a CGD
2017 = 20.9 mM€

 

Sobre o autor

avatar
  Subscribe  
Notify of
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!