Presidente do Brasil recusa demitir-se depois da corrupção

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O presidente do Brasil Michel Temer recusou demitir-se, após o Supremo Tribunal federal autorizar uma investigação criminal sobre acusações de ter pago dinheiro para o ex-presidente do Brasil e ter organizado subornos. Temer fez o anúncio em uma conferência de imprensa em Brasília, na quinta-feira, desmentindo rumores de que ele já tinha informado o Orador da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia dos seus planos para deixar o cargo. “Deixe-me ser enfático sobre isso: eu não vou renunciar!”

Temer disse.”Eu não tenho nada a esconder,” acrescentou o presidente, insistindo que ele sempre foi honrado. Na quarta-feira, os procuradores receberam gravações mostrando que o presidente e seus assessores e aliados estão num envolvimento de corrupção e esquemas do mesmo tipo incluindo uma das maiores empresa de alimentos do Brasil, a JBS. Temer teria conversado com o Joesley sobre pagamentos em dinheiro para o ex-presidente Eduardo Cunha, que está na prisão pelo escândalo de corrupção na Petrobras.

Cunha foi instrumental em 2016 para a queda da presidente Dilma Roussef, abrindo o caminho para Temer assumir o cargo. Além de Temer, as gravações supostamente incriminam o ex-candidato presidencial, o Senador Aecio Neves e o ex-ministro da fazenda, Guido Mantega. Neves já foi demitido e a sua irmã presa, de acordo com O Globo. Na quinta-feira seria esperado que Temer fizesse a sua demissão em uma conferência de imprensa, e espera-se que nomeie um substituto até a eleição presidencial em 2018.

Em 2016, Temer e seus associados depuseram a presidente eleita, Dilma Rousseff, acusando-a de manipular estatísticas para esconder o país da crise econômica. Roussef foi suspensa em Maio e a saída formalizada pelo Senado Brasileiro em Agosto. “Hoje a farsa jurídica remove-me da posição em que eu fui eleita pelo povo”, disse Dilma em seu blog pessoal após o impeachment. “A vontade de 61 senadores substitui 54,5 milhões de pessoas que votaram em mim.”

Fonte/Origem da informação: GLOBO | RT News

Os comentários estão fechados

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!